4 personagens de cinema fictícios que foram inspirados por pessoas REAIS

Os espectadores costumam ver personagens fictícios em filmes e desenhos animados. No entanto, quase todos escondem personalidades bastante reais. Por trás dos príncipes, bruxas ou piratas, há pessoas cujas histórias não são menos interessantes do que as histórias de filmes de Hollywood.

Veja alguns deles abaixo:

1) Pennywise (“It”) – John Wayne Gacy: John é um serial killer brutal, conhecido em todo o mundo por sua paixão por fantasias de palhaço. Embora o romance, e depois o filme “It” em termos do enredo não tenha nada a ver com a história do maníaco, a imagem que representa o mal absoluto na máscara do palhaço é inspirada em Gacy.

William Gacy foi condenado a 21 sentenças de prisão perpétua e 12 a sentenças de morte. Ele esperou pela execução da sentença mais de 14 anos, durante os quais pintou quadros que tinham certo nível de sucesso entre o público.

2) Alice (“Alice no País das Maravilhas”) – Alice Liddell: Charles Lutwidge Dodgson é um matemático, filósofo, fotógrafo e escritor, conhecido mundialmente como Lewis Carroll, autor do livro imortal “Alice no País das Maravilhas”. Ele escreveu a história a pedido de Alice Liddell, a filha de um de seus amigos.

Alice Liddell vendeu a primeira cópia do livro manuscrito por Carroll. Após a morte do marido, a mulher se viu em uma situação financeira difícil. A propósito, no leilão da Sotheby’s, o livro foi avaliado em 15.400 Euros.

O pássaro Dodo, que aparece no livro e nos desenhos animados, é um auto-retrato de Carroll. Lewis gaguejava e pronunciava seu nome como “Do-Do-Dodgson”. Graças a sua capacidade de rir de si mesmo.

3) Joffrey Baratheon (“Game of Thrones”) – Edward de Lancaster: Os amantes da história notaram a semelhança do personagem fictício de “Game of Thrones” Joffrey Barateon e Edward de Lancaster, que era um homem de verdade. Na verdade, o destino dos dois jovens é semelhante: Edward levantou-se cedo para o trono, participou de inúmeras intrigas e também tinha um caráter desequilibrado. Mas com isso as semelhanças terminam: Joffrey foi envenenado e Edward morreu em uma batalha pelo trono.

4) Pete Mitchell (“Top Gun: Paixão e Glória”) – Randall Cunningham: lançado em 1986, foi nomeado quatro vezes para o Oscar e fez Tom Cruise famoso em todo o mundo. O filme, como sempre, é baseado em fatos quase reais: o programa de treinamento para os pilotos da aviação naval TOPGUN realmente existia.

Um dos instrutores desta escola foi Randall Cunningham, piloto da Guerra do Vietnã. No entanto, os criadores do filme negam qualquer semelhança de seus personagens com pessoas reais. Mas Tom Cruise tornou-se amigo de Cunningham e em 2011 ele comprou os direitos da história de vida do piloto ilustre.

Veja também:

Imaginou que esses personagens dos filmes famosos eram baseados em pessoas reais?