Globo extingue horário destinado à novelas e explica a razão; entenda

No ano de 2011 a Rede Globo criou um novo horário focado na produção das suas novelas, que fazem o maior sucesso dentro e fora do nosso país, no entanto, o horário que durou por 6 anos, focado apenas em novelas, acabou sendo extinguido em 2017.

Atualmente, o horário das 23 horas, que era focado em histórias mais quentes, e teve produções como O Astro, Gabriela, O Rebu e Verdades Secretas, que estavam fazendo muito sucesso, não está mais sendo utilizado com esta razão.

No momento, as produções feitas no horário são denominadas como superséries, pois, segundo a emissora, não se enquadram na mesma categoria que as outras novelas que são produzidas por ela.

Após ser questionada pelo UOL, a Globo informou a mudança que precisou ser feita pelo horário estar integrando algumas produções com uma linguagem, confira a declaração feita pela emissora:

“Com o tempo, e todos os nossos investimentos em séries, passamos a olhar para o horário de 23h de outra forma. Por tudo o que horário permitia e pelo espaço diferenciado, levamos para esses produtos uma linguagem mais de série. Foi aí que percebemos que havíamos criado um produto híbrido:

Ele tinha valores de novela (a história aberta e longa), mas também várias características das séries (o arco dramático, o desenvolvimento das personagens e poucos núcleos).

Esse produto já não era uma novela tradicional nem podia, pela própria longevidade da sua temporada, ser chamada de série. Então resolvemos chamar as produções das 23h de supersérie, uma nomenclatura que traduz muito bem o formato e traduz a lógica do produto que acabamos desenvolvendo.

No caso do Emmy Internacional, continuamos a inscrever as superséries na categoria de Telenovela, pois pelo edital do prêmio é a que mais se adequa às características desta produção, já que não existe a categoria Supersérie”.

Se você estava esperando por mais uma novela no horário das 23 horas, como as que já fizeram muito sucesso, pode ficar calmo, pois novas produções deverão vir, não com o nome conhecido, mas sim como superséries, como a nota explicou.

Você pode se interessar:

O que você achou da atitude da emissora de mudar o nome na sua programação? Comente abaixo com a sua opinião!

Deixe seu comentário